Empreendedora larga carreira e cria e-commerce feminino

A Biellíssima possui um sistema chamado “Loja Delivery”, em que os consumidores recebem os produtos para testar antes de comprar

Depois de 12 anos na área de comunicação, a jornalista Priscila Biella resolveu largar a carreira para empreender. “Tinha um emprego fixo, confortável. Era gerente de marketing com uma carreira estabilizada, mas resolvi abrir mão disso tudo”, diz. A empreendedora buscou áreas de interesse e criou o e-commerce Biellíssima, que vende roupas e acessórios. “Montei com muito carinho. Quero que a mulher encontre na loja algo que vai amar”, afirma.

No ar desde abril de 2015, Priscila diz que começou a divulgação quase um ano antes. “Fomos estimulando o mercado através das redes sociais até que o e-commerce ficasse pronto.” O principal diferencial da marca é um sistema chamado “loja delivery”. A ideia é levar os produtos à casa dos consumidores – sem a necessidade de vendê-los. “Ao invés dos clientes irem ao shopping, nós vamos até ele”, diz.

Segundo Priscila, o conceito do serviço especializado surgiu com a crise em que o país se encontra. “Nossas clientes acabam economizando com o estacionamento e combustível, por exemplo.” A empresária também defende que essa ação divulga a marca e reforça a relação entre produto e consumidor.

Estreitar o relacionamento com o cliente é também o objetivo de outro serviço oferecido, o “Chá de Lingerie”. “O evento inclui brincadeiras, entrega de presentes (lingeries), comes, bebes e música”, afirma. As clientes interessadas podem fazer um orçamento pelo site.

Quem compra

Em média, os consumidores gastam R$ 250,00 por pedido – Priscila diz que seu público-alvo está mais concentrado nas classes A e B. “São mulheres que desejam excelência no atendimento e que preferem ter uma experiência de compra personalizada.”
Além das lingeries, site aposta em eventos para noivas!
Atualmente, os produtos que fazem mais sucesso entre as clientes da Bielíssima são as bolsas e lingeries. “A lingerie tem uma magia, ela dá um “empowerment” para a mulher”, afirma a empreendedora. Os chás também têm gerado uma boa renda para a loja. “É uma tendência, a mulher moderna está trocando o tradicional chá de cozinha ou chá de panela por serviços como o nosso”, diz.

Investindo em um sonho

As ações parecem estar dando certo. Com a Biellíssima, Priscila tem faturado de R$ 15 mil a R$ 20 mil por mês. “Comecei achando que ia ser super pequeno, mas o negócio tomou outra proporção. Hoje, quero fazer R$ 1 milhão em um ano”, afirma.

Para dar conta dos pedidos e alcançar essa meta, a Bielíssima conta com cinco funcionários e um grupo de parceiros. “Essa parceria cria uma rede importante de recomendações”, diz Priscila.

Outro fator que motiva a jovem empreendedora a se dedicar tanto é o sonho de trabalhar com crianças. Há anos, ela nutre o desejo de abrir um novo conceito de creche, mais focado no entretenimento e desenvolvimento dos pequenos – aumentando a relação entre pais e filhos. “Toda semana tiro um tempinho para cuidar disso em paralelo”, diz.

Mas Priscila garante que a Biellíssima seguirá funcionando. “Quero realizar meu sonho e continuar fazendo sucesso com a loja”, conclui.

Por Priscila Zuini com Rennan A. Julio – PEGN

logo-pegn-biellissima-na-midia

Fonte: PEGN – Pequenas Empresas & Grandes Negócios 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s